Encontro Patch com Patricia Muller

Descubra Agora o Método que Eu Usei Para Ganhar de 2 a 5 Mil Reais por Mês com Artesanato.

Olá, aqui é Patricia Müller, do Ateliê Casa de Pano, e deixa eu te fazer uma pergunta.

Você gostaria de receber de 2 a 5 mil reais por mês na sua conta?

Faria uma boa diferença para você?

Eu tenho certeza que sim, não é mesmo?

É engraçado porque, quando eu falo que isso é possível, muitas pessoas riem da minha cara....

Mas o que eu vou falar hoje pode chocar muita gente.

Então preste atenção, pois neste texto você vai descobrir como você pode:

  • Criar peças que vão deixar seus clientes apaixonados
  • Vender mais, em menos tempo e por um preço melhor
  • Parar de fazer descontos
  • Produzir com mais velocidade, mesmo em dias que você não está inspirada
  • Multiplicar sua renda em tempo recorde.

 

E ainda estará preparada para:

  • Ser reconhecida e admirada como artesã e costureira;
  • Ter orgulho de si mesma pelas peças lindas que será capaz de criar com as próprias mãos;
  • Ter uma fila de clientes na sua porta;
  • Criar peças únicas - verdadeiras obras de arte.

 

E isso funciona mesmo se você:

  • É uma costureira com pouca ou nenhuma experiência;
  • Sempre teve dificuldade de ganhar dinheiro com artesanato;
  • Fica travada na frente da sua máquina de costura sem saber o que fazer;
  • Acredita que ninguém valoriza artesanato;
  • Crê que artesãs de sucesso têm um dom mágico ou recebem uma inspiração divina…

 

E até mesmo se você (secretamente) se sabota, por acreditar (lá no fundo) que sua habilidade não é boa o suficiente

 

 

Essa Sua Vida de Feiras Pode Estar te Custando Caro...

 

Apesar de hoje eu ser reconhecida no mercado de artesanato…

E ser convidada para dar aulas por todo o Brasil…

É claro que isso nem sempre foi assim.

 

Eu vou te fazer uma revelação um pouco perturbadora.

A minha história com o artesanato começou de uma maneira muito inesperada…

Eu engravidei, aos 15 anos de idade…

Vi meu pai chorar por isso.

Tive que largar a escola e começar a fazer para conseguir criar minha filha...

 

Então, eu conheço bem os desafio diários que as artesãs enfrentam...

E conheço bem a rotina da artesã tradicional…

Você sabe bem como é né?

Essa vida de feirinhas...

Você faz a sua produção com todo carinho e dedicação.

Gasta um bom tempo, cria peças lindas, capricha no acabamento...

Acorda "junto com as galinhas" na esperança ter seu esforço recompensado.

 

Mas...

O “tic e tac” do relógio se torna angustiante.

Já se passaram horas e nada de vendas...

Muitos curiosos passam, e é sempre a mesma frase...

“Estou só olhando mesmo. Parabéns pelo trabalho viu”...

E depois de investir tanto tempo, dinheiro e energia

Ver que o resultado foi mínimo é realmente frustrante…

E aí vem aquela tristeza...

Aquela falta de fé no futuro...

 

Eu sei exatamente como é, porque eu mesma passei muito por isso.

Infelizmente, essa é uma situação comum para muitas artesãs. Inclusive, algumas veteranas.

Felizmente, essa história não precisa terminar assim…

 

Se você também passa por isso, saiba que não precisa ser assim…

Isso acontece porque você provavelmente comete os 3 erros das artesãs tradicionais.

E olha que loucura, eu mesma cheguei a largar o artesanato para fazer uma faculdade, porque era muito difícil e eu não via futuro naquilo….

Eu achava que não era uma profissão de verdade…

E eu escutava isso dos meus amigos, dos meus pais e dos meus parentes

 

E realmente, por alguns anos eu fui fazer outras coisas.

Fiz faculdade de turismo;

Trabalhei em lojas de shoppings...

Tentei seguir outras profissões…

 

Mas eu tinha um sonho...  de trabalhar com minha arte

Trabalhar para mim mesma.

Ser minha própria chefe, e poder trabalhar em casa perto dos meus filhos.

 

E, em um lindo dia….  assim como o rio segue naturalmente em direção ao oceano…

Eu tomei a decisão de que faria o que fosse preciso para viver 100% da minha paixão.

 

E eu descobri algo incrível, que vai mudar completamente sua visão sobre o artesanato.

arrow
QUERO CONHECER ESTE SEGREDO(Clique para continuar lendo)